Edinaldo Filgueira: Sobre tubarões e sobre homens

Entrevista >> Lázaro Amaro – Advogado
“Caso despertou meu repúdio”
Tiago Aguiar // Especial para o Diário de Natal

Qual a sua atuação no caso Edinaldo Filgueira?

O caso Edinaldo Filgueira, além de ter-me chocado, por sua hediondez, despertou meu repudio, em decorrência de sua motivação política. Coordeno uma equipe de advogados, todos dispostos e comprometidos em atuar na condição de assistentes do Ministério Público, pela garantia de justiça no caso Edinaldo Filgueira, mas, também, para que a sociedade e o estado, a par de punirem os criminosos, possam desmantelar essa verdadeira rede criminosa, restituindo a segurança e a liberdade do povo da Serra do Mel.

Qual a relação pessoal entre os presos e acusados?

Os réus Rafânio Azevedo, Ranielly Azevedo e Daniel Azevedo são irmãos entre si e primos do Prefeito Bibiano Azevedo, enquanto a ré Cícera Soares viveu maritalmente com um irmão daqueles primeiros, até pouco tempo atrás, tendo permanecido com os vínculos familiares, políticos, negociais e delituosos. Há muitas evidências de que o grupo mantinha cumplicidade e co-autoriana pratica de vários crimes.

Quais as razões que levaram à prisão do prefeito de Serra do Mel?

Chamado para prestar declarações pelo Dr. Odilon Teodósio, delegado que presidiu o inquérito e o indiciou, a defesa do prefeito, surpreendentemente, ajuizou um Habeas Corpus ao Juízo de Primeira Instancia em Mossoró, de maneira que não deve ter sido surpreendido com a ordem de prisão. No momento da prisão, o prefeito Bibiano encontrava-se na sede do município de Serra do Mel.

Quem é o autor intelectual do crime, o que o motivou e quais são as provas colhidas que apontam o mandante do crime?

O momento processual não permite a exploração publica desses pontos, salvo o de que as provas demonstram que a motivação para o crime foi essencialmente política, no sentido de que a atividade jornalística de Edinaldo, somada a sua postura critica e sua militância partidária, representava uma ameaça aos projetos políticos do prefeito Bibiano, especialmente por desnudar, no “Blog” e no Jornal “O Serrano”, as irregularidades efalhas da administração do Município de Serra do Mel, embora sempre com direito de resposta.

Você tem conhecimento sobre eventuais perseguições sofridas por Edinaldo pelo prefeito, em outros momentos?

Alguns depoimentos de testemunhas deram conta de que Edinaldo vinha sofrendo ameaças, e o depoimento da ré Cícera, já em Juízo, corroborou essa afirmação quando disse, alegando um suposto insulto de Edinaldo contra a filha do Prefeito Bibiano, que o réu Rafânio Azevedo lhe havia pedido para conseguir o numero do telefone da vitima, para que pudesse ligar diretamente para ele.

Por que existem dois processos para um mesmo caso?
Infelizmente, nossa legislação, talvez pelos vínculos históricos entre muitos legisladores e os delinquentes ocupantes do Poder, estabelece foros de privilégios para muitas autoridades publicas, de modo que o prefeito Josivan Bibiano de Azevedo, indiciado como mandante do crime contra Edinaldo, livra-se do Tribunal do Júri para ser julgado pelo Tribunal de Justiça do Estado.

Anúncios